Rede D’Or investe no interior do Estado da Bahia

FATO RELEVANTE

Rede D’Or São Luiz S.A. (“Companhia”), em atendimento ao parágrafo 4º do artigo 157 da Lei nº 6.404/7 6 (“Lei das Sociedades por Ações”) e a Instrução CVM 358/02, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que, nesta data, sua afiliada Hospital Esperança S.A., celebrou Contrato de Compra e Venda de Ações referente à aquisição de participação representativa de 100% do capital social do Hospital Santa Emília, incluindo seus imóveis (“Santa Emília”). O valor de firma (firm value) é R$ 201.225.000,00 (duzentos e um milhões e duzentos e vinte e cinco mil reais). Deste valor será deduzido o endividamento líquido.

O Santa Emília é uma maternidade e hospital geral de referência na cidade de Feira de Santana, estado da Bahia, contando com 109 leitos já com a expansão de 35 leitos em andamento, com capacidade para expansão futura de mais 115 leitos, chegando ao total de 224 leitos.

Hospital e Maternidade Santa Emília usa Philips/TASY

Feira de Santana é a segunda maior Cidade do Estado da Bahia, atingindo 2,5 milhões de habitantes, com o maior PIB do interior do Nordeste.

O Fechamento da Operação está sujeito a verificação de determinadas condições usuais.

A previsão de EBITDA para o Santa Emília é de R$ 27.000.000,00 (vinte e sete milhões de reais) no ano de 2022, com parte das sinergias incorporadas, o que representa um múltiplo Valor de Firma/EBITDA de 7,5x.

A Operação reforça o compromisso da Companhia com a sua estratégia de expansão e visão de longo prazo, com o ingresso em novos mercados.

São Paulo, 28 de julho de 2021

Otávio de Garcia Lazcano
Diretor Financeiro e de Relação com Investidores

Quatro aquisições em um mesmo dia movimentam o mercado de saúde suplementar.

Dasa, Rede D’Or e Fleury anunciaram no último dia 01 de junho a compra de 4 (quatro) instituições de saúde. Sendo que o Fleury anunciou a compra de duas delas.

Somadas as operações acordadas por Dasa, Fleury e Rede D’Or somam quase 1,3 bilhões de reais. Ratificando a relevânia do segmento de saúde suplementar no mercado de ações.

O Fleury comprou duas redes de laboratórios de medicina diagnóstica no Estado do Espirito Santo: O Laboratório Pretti e Bioclínico, somados custaram aproximadamente 230 milhões de reais.


Hospital da Bahia visto do alto.

O Dasa adquiriu o Hospital da Bahia em Salvador, por R$ 850 milhões que serão pagos em dinheiro.

A Rede D’or tem acordo de compra do Hospital Serra Mayor, em São Paulo. O valor do ativo foi estabelecido em 130 milhões de reais, do qual é descontado do endividamento líquido no fechamento da operação.

Na foto, o Paulo Hoff a esquerda, Presidente da Oncologia D’Or

Tasy apoia gestão de operadora de saúde da Santa Casa de Ponta Grossa

“O Tasy em HTML5 nos ajuda a ter um controle melhor da operação. Isso é fundamental, pois trabalhamos com contratos cheios de particularidades” – Denise de Almeida – Supervisora de Apoio

Com mais de um século de existência, a Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa funciona em um prédio tombado pelo patrimônio cultural do município. Nasceu modesta, em 1912, com apenas 12 leitos destinados aos doentes. Hoje, a construção de fachada amarela, encimada por uma torre com um grande relógio, é um hospital referência para a população da região de Campos Gerais.

A cada mês, realiza mais de 22 mil atendimentos e 900 internações. A tradicional instituição de saúde buscou na tecnologia o apoio para tornar mais eficiente a sua performance operacional, administrativa e Financeira. Desde 2005 adotou o sistema Tasy para auxiliar na gestão de seus 220 leitos, das UTIs adulto e neonatal, de nove centros cirúrgicos, maternidade, pronto-atendimento e laboratório. Para dar conta da infraestrutura desse complexo hospitalar, conta também com o auxílio de 190 médicos especialistas em seu corpo clínico e mais de 800 funcionários.

Em 2015, a entidade lançou o Santa Casa Saúde, um plano de saúde com o objetivo de oferecer cuidados e serviços mais acessíveis à comunidade local. “Como já éramos clientes do
Tasy no hospital, achamos que seria eficiente adotarmos o mesmo sistema para a operadora”, relembra Denise de Almeida, supervisora de Apoio.


Resultados

  • Agilidade na análise de resultados
  • Tomadas de decisões embasadas em mais indicadores
  • Controle aprimorado dos processos
  • Redução do tempo de análises de contas médicas em 88,68% para consultas, 56,91% para internação e 58,10% em SADT, entre 2018 e 2020

Clique aqui e acesse mais detalhes sobre o case.

A WS IT inicia 2021 no projeto GNDI – Hospital Salvalus

O Hospital e Maternidade Salvalus, é um complexo hospitalar situado na Mooca em São Paulo, com atendimento especializado em Ginecologia, Obstetrícia e Pediatria, ele dispõe de equipamentos de última geração e equipe multidisciplinar altamente qualificada. Sua infraestrutura é composta por pronto-socorro infantil, maternidade e leitos de UTI Adulto, Neonatal, Coronariana e Hospital-Dia. 

Centro Obstétrico projetado com 4 salas cirúrgicas para oferecer o que há de mais moderno; Sala “inteligente” permite visualizar cirurgias através de microscópio de alta tecnologia; Sala destinada a exames de congelação para utilização durante o período cirúrgico; Centro Cirúrgico possui 14 salas com equipamentos de última geração.

A WS IT aloca para este projeto um time de consultores especialistas em TASY / Philips, ratificando ainda mais a experiência do time para projetos no Nordeste.

Este é o 3° projeto do GNDI que a WS IT atua em São Paulo. A nossa parceria com a Philips está cada vez mais amadurecida, proporcionando à região do Nordeste, mais precisamente aos Estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraiba e Rio Grande do Norte, uma opção de Service Desk Philips.

Clique aqui e conheça mais o nosso cliente.

Atuação em projetos no Sudeste aprimora os serviços da WS IT.

Em fevereiro de 2020 a WS IT deu um passo importante no seu posicionamento no setor de TI para a Saúde, se tornando a maior integradora (hub) de soluções de inovação para Clínicas, Hospitais e Laboratórios.

Situada no Nordeste do Brasil, a WS torna-se a 1a Healthtech distribuidora Philps Clinical no Nordeste. Se aprimorando a cada dia em Service Desk Philips Tasy.

Hospital Notredame – Intermédica

Localizado em São Bernardo do Campo – SP, o Hospital São Bernardo – Intermédica é o 4° (quarto) projeto de alta complexidade que a WS IT participa em 2020. O segundo em SP. Ampliando assim a nossa expertise em TASY e ratificando a excelência dos nossos serviços.

Como a BP usou o Tasy EMR para aumentar a Segurança do Paciente e a Eficiência Operacional

A BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo é um dos maiores polos de saúde da América Latina, com cerca de 1.000 leitos, 7.500 colaboradores e 4.000 médicos.

Ao longo de mais de 160 anos de história, porém, toda essa estrutura foi gerenciada com pouco auxílio da tecnologia, o que tornava os processos lentos e de difícil gerenciamento. Por isso, a BP viu a necessidade de uma transformação digital, tendo como norte a promoção de uma melhor assistência ao paciente por meio de informação e tecnologia.

DESAFIOS

  • Protocolos desatualizados e sem barreiras automatizadas contra erros.
  • Faturamento lento e dependente de documentos em papel.
  • Dificuldade para gerar indicadores assistenciais. 
  • SLA (Service Level Agreement) de entrega de medicamentos de apenas 65%.

RESULTADOS

  • Diminuição de 10% na mortalidade por sepse.
  • Implantação de alertas automáticos de risco e contra erros.
  • Média de 60% do faturamento no mesmo mês contra menos de 40% antes do Tasy EMR, sem aumento de equipe.
  • SLA de entrega de medicamentos de 98% e consequente redução de eventos adversos relacionados a medicamentos.

“Ter o Tasy significa ter foco na segurança do paciente, controle da rastreabilidade e poder tomar decisões rapidamente. Não vivemos mais sem o Tasy.”
Denise Santos – CEO

“Graças a diversas iniciativas de gestão, inclusive o projeto de implantação do Tasy, o Ebita, que era de R$ 70 milhões negativos em 2013, passou para R$62,6 milhões positivos em 2016, R$ 102 milhões em 2017 e em 2018, chegou R$ 120 milhões””
Lilian Quintal Hoffmann, CIO e CCO.

Para o futuro

Com o processo de gestão estabelecido e mais eficiente o passo seguinte para a BP é trabalhar na expansão do negócio. “Não dá para imaginar fazer a expansão se não estivéssemos no nível de gestão da informação que temos hoje com o Tasy”, afirma Denise Santos.


Manuseio de alarmes no ambiente hospitalar
Assista à palestra de Lilian Quintal Hoffmann sobre o tema.
“Além da segurança do paciente, buscamos equipes saudáveis.”

Liderança é o tema do próximo Webinar – FORTIS.

Evento digital da WSit com opiniões, informações e debates de profissionais de diversas áreas sobre o mesmo assunto.

Não fique de fora. O evento é gratuito e você já pode se inscrever clicando na imagem abaixo.

Agenda FORTIS Maio/2020

Com temas relevantes e atuais, o WEBINAR FORTIS tem se tornado um importante fórum de debate, opinião e informação em tempos de pandemia. São visões de Profissionais de diversas áres sobre o mesmo assunto.


Confira o que vem a seguir abaixo:

Vagas limitadas no Zoom! Inscreva-se antecipadamente para este webinar gratuito:


https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_jP8mevh1QS-6CKJaMGnM3A

Acompanhe no YOUTUBE ou ZOOM. Clique AQUI e se inscreva!

Click no link e acesse o WEBINAR

O FORTIS Telemedicina foi um sucesso.

A WS Technology realizou no último dia 19 de abril o webinar com o tema: Telemedicina – o que muda com as novas regulações. Que teve a participação do Dr Jorge Leal, oncologista clínico do grupo CAM de Salvador (BA) e o Professor Carlos Nestor Passos – Diretor do MeuMédico ex-Santa Casa da Bahia e ex-Hospital Aliança.

Assista o webinar no link abaixo:

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2983896215000618&id=100001408077592

A saúde do futuro está nos cuidados com o Paciente

A onda de especializações na área da medicina, como fisioterapeutas, neurologistas, cardiologistas, permite atender com mais profundidade determinados problemas e males. No entanto, o excesso de expertise acabou deixando um pouco de lado a humanização. Nesse sentido, a saúde do futuro terá como foco ainda maior o indivíduo. O que isso significa? Imagine o que vai além da doença em si. Muitas vezes, um diagnóstico ou tratamento tem um impacto enorme na vida pessoal do paciente. É uma visão macro que o médico precisa ter.

Uma ação que será cada vez mais relevante na saúde do futuro é examinar os demais pormenores da rotina pessoal. Um tratamento ortopédico não irá cuidar apenas da coluna do paciente:o profissional deverá avaliar quais condições a pessoa trabalha, se é preciso uma reeducação na forma em que desenvolve suas atividades profissionais, se é preciso orientações alimentares, para perder peso e evitar dores, etc. A saúde do futuro preza por uma visão global e trata mais o indivíduo e as consequências de sua saúde do que somente a doença.

A tecnologia na saúde do futuro

Há diversos meios no qual a tecnologia pode se inserir na saúde futuro e trazer mais eficácia a todos os processos de tratamento e diagnósticos. Um cenário atual bastante discutido nacional e globalmente é a eficácia da droga medicada. Por isso, as informações medicamentosas integradas ao Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) são tão importantes. O protocolos clínicos têm evoluído continuamente para que os dados fiquem à disposição e online, de forma que o médico possa requisitá-los quando necessário e de forma automatizada.

As automatizações são um ponto-chave na saúde do futuro. A partir dos dados clínicos capturados pela equipe da instituição médica, será possível que uma ferramenta voltada para o setor consiga oferecer sugestões de medicamentos que podem ter uma eficácia otimizada de acordo com o histórico da pessoa e durante aquela situação clínica específica. Também poderá recomendar exames e processos que podem auxiliar o profissional na tomada de decisão mais precisa.

Um outro ponto da utilização da tecnologia na saúde do futuro está em garantir a segurança da administração da droga, seja na dosagem ou para evitar possíveis trocas do que foi realmente medicado e o que está sendo ministrado no paciente. Quando esse processo é inteiramente feito manualmente numa instituição, é possível que ocorram erros humanos, numa confusão dos itens acima: dosagem e tipo de medicamento.

 

O Beira-Leito faz parte da saúde do futuro

 

Atualmente, uma tecnologia que tem se destacado por oferecer mais segurança e precisão no tratamento do paciente é o Beira-Leito. Os cuidados possibilitados pela tecnologia fazem com que os processos ocorram de forma correta e que não exista brechas para ocorrerem confusões. Com a capacidade de automatização, pode-se obter uma certeza maior de que o que foi indicado está sendo administrado corretamente. O Beira-Leito ainda consegue reduzir custos, trazer mais dinamismo ao atendimento com foco na pessoa e aumentar a produtividade de todos os profissionais.

Aqui, você pode conferir como o Beira-Leito tem sido uma revolução na área e por quais motivos é considerado uma das tecnologias da saúde do futuro. Faça o download do material educativo!

 

Saúde do futuro está na integração entre profissionais

 

Voltando para a relevância do PEP, durante um tratamento clínico de um episódio de saúde, é bastante normal que vários profissionais estejam envolvidos e em contato com o paciente. O médico que está tratando a enfermidade pode precisar de interações com enfermeiras, técnicos de enfermagem, nutricionistas, etc. É fundamental que todos estejam na mesma página e que as informações consigam fluir adequadamente em todo o processo.

Nisso, o PEP é uma forma de assegurar que a equipe inteira consiga colocar sua percepção, de acordo com a especialidade, e que todos consigam consultar de forma fácil para promover um tratamento completo. A visão multidisciplinar da saúde está bastante relacionada com o foco no paciente, pois permite que as observações dos profissionais possam ser acessadas por aqueles que estão atuando no caso. Com isso, podem ter a visão globalizada e a segurança destacadas anteriormente.

O futuro da saúde está, por fim, relacionado com a facilitação do tratamento e o engajamento do paciente. Há inúmeras formas sendo desenvolvidas para que o médico possa trazer todos os pontos citados anteriormente com mais rapidez, produtividade e automatização. O objetivo é que as pessoas fiquem sempre em primeiro lugar.