Tasy em Cloud

Tasy em Cloud

Por que dispensar em estrutura investimentos que podem ser direcionados para o seu paciente?

Com o sistema Tasy EMR em Cloud o seu acesso a um sistema de gestão se torna mais fácil e rápido, podendo ser conectado em qualquer lugar a qualquer hora, apenas com um link de internet dedicado e seguindo as diretrizes de segurança necessárias.

Usando o Tasy em Cloud na modalidade SaaS (Software as a Service), várias ações que hoje são responsabilidade da sua empresa passarão a fazer parte do portfólio de atividades da Philips.

Segurança de dados
Levando em consideração a sua preocupação quanto segurança dos dados do seu paciente e da sua instituição, a Philips não mediu esforços para desenvolver um sistema  confiável e seguro, com informações íntegras e disponíveis. O Tasy EMR em Cloud oferece um ambiente com altíssima disponibilidade, com rotinas de backup e monitoração de performance 24×7, 356 dias por anos.

Clique e conheça os benefícios do Tasy em Cloud

Tem dúvidas quanto a Performance do produto?
A Philips monitora e otimiza o ambiente dos clientes constantemente através de engenheiros especialistas na solução para evitar eventuais gargalos, instabilidades ou quedas de performance. O cliente se concentra no seu próprio negócio enquanto especialistas da Philips agem proativamente para melhoria do desempenho da solução.

Veja o depoimento de John Hosang

Deixe que a Philips cuide das atualizações
Sabemos que nossos clientes são bastante ocupados com as inúmeras tarefas e ocorrências da instituição, e imaginamos que com você não será diferente. Então vamos deixar que você e sua instituição se preocupem com o que realmente é importante, enquanto mantemos o seu sistema atualizado e funcional. Estas atualizações acontecem mensalmente e isso garante a integridade da base de dados, e consequemente ter a certeza de ter um produto em sua versão mais premium.

Saiba mais

Depoimento do John Hosang
CEO – Hospital e Maternidade Santa Luíza
– case de sucesso do TASY CLOUD
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *